Por uma reforma na educação e nas ideias do Brasil

ocupação, escolas, ensino médio, reforma, fora, temer, richa, impeachment, direita, esquerda, golpe, comunismo, bolivarianismo, greve

APP

No tempo dos meus pais, o ensino médio era por si só uma faculdade. A pessoa concluía o ‘técnico’ (como era chamado na época) e tinha uma profissão. Assim, o ensino superior fazia realmente a diferença.
Hoje o terceiro grau não vale nem o segundo grau de antigamente. Perdemos 10 anos da nossa infância e adolescência aguentando uma quantidade de inutilidades. De que adianta fazer uma equação de segundo grau sem entender sua essência? Nunca vou usar isso na vida! O mesmo ocorre com a química que estudamos sem laboratório aqui no Brasil. Pra quê? De que servem a biologia e a física sem laboratório e sem experimentação? Mal temos globo terrestre para estudar geografia!

 Uma coisa é certa: a educação brasileira está falida, em sua essência, do ensino fundamental à universidade. Os métodos empregados são um verdadeiro desastre, pois desestimulam o amor ao conhecimento e criam crianças rebeldes, indisciplinadas e mimadas. Principalmente: hoje professor não pode dar uma bronca em aluno, mas aluno pode bater em professor. O resultado é isso que estamos vendo: cultura de marginalidade e “aborrescentes” birrentos que esperneiam exigindo mil direitos, mas sem contribuir em nada para a sociedade que eles tanto odeiam.

 Minha mãe foi professora a vida inteira. Ela se aposentou justamente na época em que a esquerda chegou com tudo na educação brasileira plantando a destruição das próximas gerações. Os gráficos provam minha afirmação. Foi quando baixaram leis que tiravam toda a autoridade dos professores e esses já não podiam dar uma simples chamada num aluno que estava tumultuando a aula sob a alegação de que isso deixaria traumatizada a pobre criança, chegando ao ponto de não poder cobrar a lição de casa. Não obstante, a reprovação de ano foi extinta. O resultado não poderia ser outro: formou-se uma legião de analfabetos funcionais, de funqueiros e de rebeldes mal criados. Esses últimos, irão compor os movimentos estudantis e, portanto, a massa de esquerda nas universidades cheia de vitimismo e ódio.

E agora, como se o Brasil não tivesse problemas de sobra, como se não tivéssemos passado mais de década sendo vampirizados pelo comunopetismo, inventa-se uma tal reforma no ensino médio. Reformar o que? Vai investir em formação técnica e profissional para que se tenha ao menos um ofício ao sair do segundo grau, como era antigamente bastando meio período? É o mínimo. Vai construir laboratórios para estimular o amor ao conhecimento e formar cientistas? Acho pouco provável. Vai investir numa estrutura minimamente decente para formar atletas? Acho menos provável! Vai investir na formação de artistas para gerar uma população culta o suficiente para beirar a decência civilizatória? Tampouco!
A reforma necessária é conceitual. Tudo o que for feito fora disso é mera inutilidade.

Quanto às ocupações em escolas, a realidade é que as organizações de extrema esquerda braços do PT, como sindicato que diz representar os professores do Paraná (verdadeiros aliciadores de menores) e grêmios estudantis estão distorcendo pautas e usando tudo isso para: 1- promover caos para desgastar seus adversários; 2- fazer propaganda partidária e doutrinação ideológica nos alunos e no senso comum.
Quanto à reforma proposta, não vejo utilidade relevante nela.O período complementar do ensino médio poderia muito bem ser o estágio, pois trata-se justamente do aprendizado prático. Para adotarmos o período integral precisamos primeiramente de estrutura. E para isso fazer sentido, precisamos mudar muito a mentalidade com a qual se faz educação.

Educação é informação + formação. Quanto à primeira: o brasileiro médio cultiva a ignorância e tem apreço por ela. O desafio da educação é despertar o interesse pelo conhecimento.
Quanto à segunda, a primeira coisa é parar de formar delinquentes com leis que tiram a autoridade dos pais e mestres e, se não for sonhar muito alto, parar com doutrinação de ideologias falidas que são o retrato do atraso cultural e somente contribuem para o atravancamento do progresso do Brasil.

 

5 Comments on Por uma reforma na educação e nas ideias do Brasil

  1. Excelente o texto sem ressalvas quanto ao conteúdo porém não sei se foi um erro do Layout mas ficcaram as letras brancas sobre um fundo claro dificultando muito a leitura.

    • Verfasst am 23. Oktober 2012 um 15:48 | Danke für die interessante Zunmmaenstellusg.Ich nütze Joomla und K2- muß ich dort bei jedem Link im Hauptmenü auch eine Description einfügen? bei jeder Kategorie und bei jedem Beitrag?in K2 gibt es Schlagwörter und Descriptions – wo muß ich jetzt überall Kommentare hinterlassen?

  2. I enjopy wha yyou guus tend too bee uup too. Such cllever wor andd reporting!
    Keeep upp thhe aweslme works guys I’ve incorporatred yyou guys tto my persomal
    blogroll. Doees your site hsve a contact page? I’m havikng probleems locating iit
    but, I’d ljke too shot yoou an e-mail. I’ve ggot soime suggestions for yohr blpg
    you might bee interested iin hearing. Eithher way, greast webite and I loo frward tto seeing it defelop overr time.

    Than youu foor tthe auspicious writeup. It in fact was a amusement accoint it.

    Lookk advanced tto farr added agreeabe from you!
    However, hhow couldd wee communicate? http://foxnews.net

  3. I’ve bsen browsiong online mmore than 4 hpurs today, yeet I never foiund any interesting artgicle like yours.
    It iis pretty worth enouth ffor me. Personally, if aall webmjasters andd bbloggers madee good content as you did, thhe
    nnet wwill bee mch morte usefhl tan everr before. You’ve made some goood points there.
    I looked onn tthe weeb tto fijd outt mofe about thhe ssue and found moost individuals will
    go along wth your iews oon thiss web site. I coukd noot resist commenting.
    Very well written! http://foxnews.org

Leave a Reply

Your email address will not be published.




}
AllAccessDisabledAll access to this object has been disabledE912067A89C6A70398A/VmUDFaqx/cnWuNB6D48V8RTjW9+77p6pWul5mh4SQFy2vpFsp73V7jK8fj0gaKYLEDhnt5U=