Greca muda de lugar o guarda volumes de mendigos. É a solução?

Quem mora em Curitiba, basta passar pela praça Osório e olhar para o lado para ver o caos que aquilo se tornou.
Implantado pelo ex-prefeito Gustavo Fruet, então coligado com o PT o guarda volumes para moradores de rua faz parte do pacote de ideias fracassadas da extrema esquerda. O projeto transformou a região numa bagunça – principalmente ao cair da noite –  e tornou a praça infrequentavel.

A medida – paliativa para o sujeito em situação de risco e péssima para a cidade – passará por uma mudança de local com a gestão de Rafael Greca, que decidiu mudar o ponto para a rua Dr. Faivre, para não dar tanto na cara que nossa cidade está infestada por párias.

A solução não está em criar esses guarda volumes. Isso cria pontos de concentração de pessoas que precisam de assistência e, frequentemente, causam transtornos na vizinhança com problemas com álcool e drogas. O que tem que fazer é acolher e ressocializar essas pessoas em clínicas localizadas em CHácaras na região metropolitana.
Como o internamento não pode ser compulsório, a prefeitura precisa contar com uma equipe competente de assistentes sociais que conduzam esses moradores de rua para esses locais especializados.

Sim, é possível, e vivenciei isso na minha campanha para vereador, onde pessoas de minha equipe fizeram amizade justamente com esse pessoal da praça Osório e encaminhou alguns deles para essas clínicas.
Se deu resultado assim, somente na boa vontade, imagine então o que pode ser feito com a estrutura da prefeitura.

00

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.




}