Para agradar ditador e se vingar de eleitores de Trump – Obama põe fim à política que acolhe cubanos

A uma semana de deixar o cargo de presidente dos Estados Unidos, Barack Obama põe fim, abruptamente, à política conhecida como “pés secos, pés molhados” que por mais de 20 anos outorgou residência automática a qualquer cubano que chegasse em terras americanas.

A justificativa: normalizar as relações com a ilha prisão, dando aos cubanos o mesmo tratamento que recebem os imigrantes de países democráticos.
A realidade por trás do fato: puxar saco do ditador – e “companheiro”, “camarada” – Raul Castro e, naturalmente, se vingar dos cubanos que, em massa, votaram em Donald Trump.

Mas o vilão, é claro, o Trump, que segundo a Meryl Streep e a Globo, vai deportar todos os estrangeiros e todos os artistas.
00

2 Comments on Para agradar ditador e se vingar de eleitores de Trump – Obama põe fim à política que acolhe cubanos

  1. I see interesting posts here. Your blog can go
    viral easily, you need some initial traffic only.

    There is a sneaky method to get massive traffic from social media.

    Search in google for: Twinor’s strategy

  2. We’re a ɡroup οf voⅼunteers and starting a new
    scheme in our commսnity. Your site offered us ԝitɦ valuable info to work
    on. You hɑve dօne an impressive job and our entire community wilⅼ be gratеfսl to you.

Leave a Reply

Your email address will not be published.




}