Vereadora cria projeto de lei para multar cantadas em Curtiba

Dizem que salário de vereador é muito alto. Eu não acho que seja pelo dinheiro em sí, mas pelo fato de que se a maioria dos políticos brasileiros trabalhassem de graça ainda seria bem caro. Enfim…

A vereadora Maria Letícia Fagundes (PV) criou um projeto que prevê multa a partir de R$280 (30% do salário mínimo) para os garanhões que passarem cantada nas mulheres de Curitiba. “O famoso ‘fiu fiu’ em locais públicos e outras cantadas não são elogios. Tratam-se de uma forma de assédio sexual que passa despercebida, uma vez que está travestida de ‘flerte’”, disse a vereadora feminista, que quer multar por meio de flagrante da Guarda Municipal ou da análise de imagens, desde masturbação em local público (o que seria por si só atentado ao pudor) até o simples “fiu fiu”, com penas mais duras em caso de reincidência.
“Não é admissível que em pleno século XXI as mulheres ainda sejam tratadas como objeto e pior, com a conivência e omissão da sociedade e do poder público” mimimi a vereadora.

Este projeto digno do título de “Rússia Brasileira”, que um site de humor nos concedeu, serve certamente para chamar atenção quanto ao tema completamente irrelevante da inventada “cultura do machismo” que o senso comum progressista tenta enfiar goela abaixo da população. Não duvido da boa intenção da nobre vereadora, mas convenhamos, é preciso subir o nível dos nossos legisladores.

Em 2017, a estimativa orçamentária para a Câmara Municipal de Curitiba é de R$ 148.778.000,00 – ou seja – essas brincadeiras custam bem caro. Mas, cada povo tem o prefeito e os vereadores que merece. Eu bem que tentei ajudar. 
00

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.




}