Desespero: Juíza pró MST é promovida em Quedas do Iguaçú

Quedas do Iguaçú, no sudoeste do Paraná, é possivelmente a região do Brasil que mais sofre com as milícias do MST.
A população da pequena cidade já fez inúmeras manifestações para chamar a atenção do poder público quanto às ações das guerrilhas que ameaçam a população e cometem diversos crimes.
No ano passado, integrantes do grupo criminoso de extrema esquerda chegaram a fazer emboscada para a polícia, o que resultou na morte de dois meliantes, o que gerou protestos da senadora Gleisi e de toda a esquerda defensora de bandidos. No mesmo ano, um vereador petista foi preso por integrar milícias nas invasões que são constantes na região, sobretudo nas propriedades da madeireira ARAUPEL e em áreas de proteção ambiental.

Ou seja: a população vive sendo aterrorizada por este crime organizado, as autoridades pouco ou nada fazem e, para piorar a situação, uma militante de extrema esquerda assume o cargo de juíza no município.

 

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 041-D.M
O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO
DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por
lei e tendo em vista a decisão do colendo ÓRGÃO ESPECIAL
datada de 27 de março do corrente ano e o contido no Protocolo
Digital sob nº 14867-29.2017, resolve
PROMOVER
pelo critério de ANTIGUIDADE, a Doutora FERNANDA ORSOMARZO, Juíza de
Direito da Comarca de entrância inicial de Grandes Rios, ao cargo de Juiz de Direito
da Vara Criminal, Família e Sucessões, Infância e Juventude e Juizado Especial
Cível, Criminal e da Fazenda Pública da Comarca de entrância intermediária de
Quedas do Iguaçu.
Curitiba, 28 de março de 2017.
Des. RENATO BRAGA BETTEGA
Presidente do Tribunal de Justiça

 


00
V

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.




}
AllAccessDisabledAll access to this object has been disabledE912067A89C6A70398A/VmUDFaqx/cnWuNB6D48V8RTjW9+77p6pWul5mh4SQFy2vpFsp73V7jK8fj0gaKYLEDhnt5U=